DIEGO MENDES SOUSA




Em 2020 será o centenário do João Cabral de Melo Neto, logo mais, em janeiro, bem como da Clarice Lispector, em dezembro vindouro. Representações máximas da nossa vasta literatura, o poeta e a ficcionista, simbolicamente, darão luz a um país tão maltratado em suas esferas políticas e sociais. As palavras serão vias de ascese e uma espécie de redenção às mazelas do humano.
Também ganhará notoriedade, em junho, os cem anos do nascimento do Carlos Castelo Branco, que com o seu faro jornalístico, deu muita esperança ao Brasil, em instantes de incertezas.
Que em tudo esteja a poesia, que é beleza, alimento e destino.

(Diego Mendes Sousa)



"Vem
e levanta e caminha e mira
e apossa a terra de dentro,
pequenino,
que a febre do seu retiro acre
de girassóis e de xananas
e de outras doces florezinhas reveladas
– assim como a tarde precoce que morre –
também suporta silêncios que sofrem."



(Diego Mendes Sousa)

DIEGO MENDES SOUSA DIEGO MENDES SOUSA Reviewed by Natanael Lima Jr on 07:59 Rating: 5

2 comentários

Recent in Recipes

3/Food/post-list