domingo, 26 de abril de 2015


POEMAS DO DOMINGO

A poesia de José Terra*




Meu poeta

        para Juareiz Correya


No meio de tanto classicismo e marginália
Meu mestre cria sua página sideral
E escreve os mais belos poemas de amor à cidade



Notícias da poesia

Sabem o que foi que a adolescente pediu ao poeta ?
- Faz paz no meu ouvido,
  Beija meus seios na aurora e escreve tua canção nas minha nádegas

Sabem o que foi que a lésbica pediu ao poeta ?
- Dar tua inspiração para minha amada
  E elogia o êxtase das nossas entranhas a Deus

Sabem o que foi que a adulta disse ao poeta ?
- A rosa do meu sexo é tua, meu Homem

Sabem o que foi que a coroa pediu ao poeta ?
- Entrega-me teu corpo à meia-luz
  Com a elegância de um Casablanca

E sabem o que foi que a idosa pediu ao poeta ?
- Com céus e infernos me despindo
  Enlouquece a minha transcendência
  Escrevendo e publicando teus poemas



Mensagem elegante para a mulher amada

Pelo teu sorriso,
Desperdiço a manhã
A música do mar, a presença da infância
O êxtase do campo, a bem-aventurança do vinho
E a candura de todas as árvores

Pelo teu corpo,
Desperdiço a tarde
A sensibilidade do outono, as perfeitas fragrâncias
O domingo de futebol, o Brasil
E os segredos de todos os olhos

E Pela tua alma,
Desperdiço a noite
A elegância do inverno, a poesia dos grandes poetas
A ternura dos amigos, a riqueza
E os clássicos do batom e do vestido
Em todas as outras mulheres



*José Terra nasceu em Palmares e reside em Recife desde 1996. É poeta e editor do blog literário “José Terra – blog de poesia”.



Um comentário:

  • a literatura em sua rede

    ano IV


Editores: Frederico Spencer, Natanael Lima Jr e Thiago Lima