domingo, 23 de fevereiro de 2014


O Conto da Semana

O que é a vida? (conto) de Fernando Farias

Foto: Arquivo DCP
  
A vida é um período de tempo que compreende o momento do nascimento até o dia da morte. Durante este tempo, os animais, incluindo os chamados seres humanos, devem cumprir uma única missão cósmica para o qual foi criado. Defecar. É defecando que o homem e a mulher adubam a terra para que as plantas possam viver.

Na verdade, os vegetais são os verdadeiros seres naturais deste planeta. Dotados de inteligência e constituição bem superior aos dos animais, estão em constante comunicação com as outras espécies em milhares de planetas no universo.

Por terem que defecar diariamente, os seres humanos são obrigados a se alimentar. Para conseguir comida precisam trabalhar com o suor dos outros. Construíram um complexo de cidades em que habitam e se matam. Criam moedas nacionais, concursos de beleza, marchinhas de carnaval, casamentos por amor, livros de autoajuda, festas de debutantes, além de profissões como advogadas, militares, boxeadores, coveiros e escritores. Alguns têm merdas até na cabeça e são volutuários para os jogos da Copa.

Para defecar cada vez mais precisam gerar novos filhos cagões e assim constituem famílias. Precisam ocupar cada vez mais territórios e fazem até guerras por isso. São bastante vaidosos a ponto de formarem elites concentradoras de poder, assim deixando claro que as merdas que esses produzem são melhores do que as dos outros. No mundo das artes, qualquer merda faz sucesso.

No final deste período que eles chamam de vida todos morrem e são colocados na terra para semear novos vegetais. Somos aquilo que defecamos.



19 comentários:

  1. Somos aquilo que defecamos. Verdade. Ponto Final.

    ResponderExcluir
  2. Maravilha, gostei! O cerne da questão é como o povo tá defecando... Ah, só sendo muita merda mesmo pra galera ser voluntário da FIFA.
    Felipe Bernado

    ResponderExcluir
  3. "Para defecar cada vez mais precisam gerar novos filhos cagões"
    E assim segue a vida, cheia de cagada !

    ResponderExcluir
  4. Oi, Fernando!
    Sou grande admiradora de seus trabalhos, e o 'conto' de hoje é mais que uma boa lição, acima de tudo você faz Filosofia... Parabéns!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Meu caro amigo Fernando:
    Muito feliz por ler mais um conto seu. Como sempre, vai no cerne da questão.
    E ainda tem gente que pensa que é alguma coisa... Estou concordando com você, meu querido amigo. Ótimo conto. Parabéns!
    Lígia Beltrão

    ResponderExcluir
  6. Gosto de como Fernando Farias se utiliza da ironia em seus contos para desconstruir verdades universais. Ele sempre nos surpreende!! Isabella Marques

    ResponderExcluir
  7. Muito interessante o veio satírico de seu conto..ADOREII!!! Isso não foi pouca merda não, foi pinico cheio amigo poeta, parabéns...e que Deus nos livre das diarreias...rsrsrsrs Katinha Brasil https://www.facebook.com/katinha.brasil?ref=tn_tnmn

    ResponderExcluir
  8. achei legal e muito real tambem parabems por esse e outros trabalhos que vc fas

    ResponderExcluir
  9. A grande verdade da vida: somos cagões! Temos um planeta lindo e o que fazemos dele? Uma merda de lugar pra se viver kkk
    Triste, porém verdade!
    Miguel Vasconcelos.

    ResponderExcluir
  10. Lindo conto. Poesia pura. Muito rico em palavras, sentimentos e poesia. Amei.

    ResponderExcluir
  11. Realmente, somos uma merda. Cada vez mais fedida, mais nojenta. A espécie humana, animal que mata por prazer (ou por dinheiro), se colocou como a maior das espécies...Que logro! Que merda!

    ResponderExcluir
  12. Bem legal. Agora tenho certeza de que sou uma merda, e que isso nao é ruim.

    ResponderExcluir
  13. Parabéns amigo Fernando, por esse e outros trabalhos que você faz.
    Sucesso sempre...
    Adilvana.

    ResponderExcluir
  14. Oi amigo Frenando gostei do seu conto em parte. Qualquer destino, por mais longo e complicado que seja, vale apenas por um único momento: aquele em que o homem compreende de uma vez por todas quem é!

    ResponderExcluir
  15. kkkkkkkkkkkkkkkkkk muito legal Fernando, ser voluntário pra FIFA é pra "F" e não é o seu Fernando. Parabéns!!

    ResponderExcluir
  16. Os aspectos colocados no texto são posto para pensarmos o que estamos propagando e de que forma usamos nosso curto espaço de tempo nessa terra. Concordo com suas colocações, pois muitos de nós invertem os valores, não falo aqui do monetário. Muito bom o texto. Sucesso sempre. Ana Cristina.

    ResponderExcluir

  • a literatura em sua rede

    ano IV


Editores: Frederico Spencer, Natanael Lima Jr e Thiago Lima