domingo, 9 de fevereiro de 2014


A Crônica da Semana

Em busca do equilíbrio de Salete Rêgo Barros*


Fala-se muito em preservação da Natureza e das relações afetivas. No entanto, poucos mantêm o foco de suas atenções nos problemas que afetam a degradação do meio em que vivemos e no desgaste das relações afetivas que ocorrem no dia a dia. Isso se dá, talvez, porque o nosso cérebro esteja programado para se preocupar mais com as ameaças imediatas, do que com as que estão distantes.
Quando nos preocupamos com coisas que nos fazem sofrer, a tendência é substituir os pensamentos maus pelos bons, numa tentativa de evitar o desgaste emocional que, fatalmente, implicará no desgaste físico causador das doenças.
Procurar distrair a mente é uma atitude recomendada por especialistas no assunto. Daí, o sucesso dos meios de diversão: shoppings, futebol, turismo, festas, redes sociais, enfim, tudo o que nos causa um prazer momentâneo. No entanto, os problemas reais e imaginários continuam.
Enquanto distraímos a nossa mente, o desgaste dos recursos naturais vai se agigantando; a demanda por produtos que esgotam a Natureza cresce de forma desordenada; a corrida atrás do dinheiro leva uns a trabalhar cada vez mais, e outros a atitudes extremas para consegui-lo, com prejuízo das relações profissionais e afetivas.
Ocupar a mente buscando o autoconhecimento é uma atitude recomendada pelo bom senso. Enquanto isso, compreendemos os problemas sociais e ambientais causados pelas nossas atitudes, como as pessoas se sentem em relação ao que dizemos e fazemos e o que não se deve dizer e nem fazer.
Para que as ameaças distantes não venham a se tornar imediatas é preciso, antes de tudo, o reconhecimento de que, tão importante quanto a preservação do meio ambiente é a preservação das relações afetivas.
Valerá a pena ter a Natureza preservada e viver solitariamente?
Valerá a pena preservar as relações afetivas num ambiente degradado?

*Salete Rêgo Barros é escritora, editora da Novoestilo Edições do Autor e produtora cultural executiva da Cultura Nordestina Letras & Artes



Um comentário:

  • a literatura em sua rede

    ano IV


Editores: Frederico Spencer, Natanael Lima Jr e Thiago Lima