domingo, 29 de dezembro de 2013


A Poesia vai Iluminar 2014



Receita de Ano Novo - Carlos Drummond de Andrade



“Uma pitada de poesia é suficiente para perfumar um século inteiro”
(José Martí)
  
“Um galo sozinho não tece uma manhã:
ele precisará sempre de outros galos.
De um que apanhe esse grito que ele
e o lance a outro; de um outro galo
que apanhe o grito de um galo antes
e o lance a outro; e de outros galos
que com muitos outros galos se cruzem
os fios de sol de seus gritos de galo,
para que a manhã, desde uma teia tênue,
se vá tecendo, entre todos os galos”.

(Fragmento do poema Tecendo a Manhã de João Cabral de Melo Neto)





3 comentários:

  1. Belo poema de JCMN, pena que o canto começa as três horas da manhã e termina antes das quatros, horário do nosso mais doce sono, temos que sacrificar alguns momentos para presenciar esse instante da natureza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso ai Negreiros, as coisas boas da vida requerem sacrifícios, não sei quem inventou isso, mais parece ser uma verdade. Obrigado pela visita.

      Excluir
  2. Valeu Negreiros. Muito sua presença conosco. Feliz 2014!

    ResponderExcluir

  • a literatura em sua rede

    ano IV


Editores: Frederico Spencer, Natanael Lima Jr e Thiago Lima