domingo, 27 de outubro de 2013


O Conto da Semana

Menina chinesa (conto)* de Fernando Farias

 
 Img: Reprodução

Quando eu tocava piano nas praças verdes, era sempre outono. Ainda havia crianças negras brincando de amarelinhas. Eu esperava a mudança dos ciclos. O retorno da primavera. Só tocava os noturnos e as rapsódias.
No teclado de um velho piano, a dualidade das cores, o Yin e o Yang em harmonia. A cada acorde saltavam das cordas as folhas secas em notas perfumadas.
No meu vazio cinza, buscava encontrar um colorido em minha vida. Mas ainda era outono.
Eu olhava para cima e não via o fundo azul. O sol era frio e Vênus insistia em brilhar entre as nuvens.
Vi a moça de saia vermelha, a menina chinesa, com uma rosa nas mãos. Ela é branca, ela é bonita, e parece girar como um carrossel.
Começou a chover quando a menina chinesa correu com as crianças para dançar nas poças d’águas. Pulavam, espargindo as gotas, formando prismas, sujando as meias e encharcando os sapatos.
A menina sorria, não para mim, mas, ironicamente, das minhas certezas, das minhas esperas. Brincando de esconde-esconde entre as árvores.
Continuo tocando as notas molhadas, esperando as mudanças, os novos tempos, a chegada do equinócio.

*Conto extraído do Livro Amarelo, 2009



0 comentários:

Postar um comentário

  • a literatura em sua rede

    ano IV


Editores: Frederico Spencer, Natanael Lima Jr e Thiago Lima