domingo, 15 de setembro de 2013


O Conto da Semana

Inventário do tempo (conto) de Frederico Spencer


Img: Reprodução

Do escritório até a praça central onde os amigos já entornavam a cerveja do dia, era um pulo. Parecia mais longe, frente à sua ansiedade em mostrar seu novo trabalho, feito às pressas, entrecortado pelos olhos severos do gerente, ali em sua mão, mais um poema. Enfim descia a noite. Com seus passos largos e ofegante, corria em direção à mesa daquele bar para jogar no mundo sua nova cria. Outros poetas e escritores o esperavam, na mesa, um copo de cerveja já estava reservado para ele, dose única para aquelas ocasiões, era o batismo do seu mais novo rebento, regado por discursos veementes de aprovação. Ali estava sua vida – imaginava, realidade e sonho se misturavam naquele instante de realização. Várias foram as visitas naquele bar, também outros tantos poemas se mostraram para o mundo naquelas ocasiões, mesmo em doses homeopáticas conseguiram chegar ao mundo.

Podia ser diferente: juntamente com a aposentadoria chegaria também a libertação de sua prole de letras, ficaria em casa e de lá produziria todos os seus desejos, pensou.

Adiantou seus sonhos, fez acordos, perdeu dinheiro, mas ganhou tempo, precioso para seus versos. Os amigos o aguardavam com sua enxurrada de poemas, celebrariam com mais discussões e mais cervejas para brindar aqueles dias.

Os dias, os meses, o ano passou e todos esperavam pelo poeta e nada. Eis que numa noite apontou na esquina uma figura tímida, era ele com sua verdade macabra: as contas da casa, o colégio, a empregada e a feira caíram em sua mesa, sagrada a seus poemas.


Seus filhos e a mulher o abandonaram e assim nenhuma linha mais foi escrita, pensava em voltar ao trabalho técnico dos números.



4 comentários:

  1. Belo e triste conto, poeta. A dura realidade da vida passando por cima do que é mais sagrado para um poeta. Poderia haver tristeza maior? Parabéns, muito bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por você ter gostado, por ser a minha estréia é importante saber de opiniões como a sua.

      Obrigado
      Um forte abraço
      Frederico Spencer
      Editor de Texto

      Excluir
  2. Taciana, agradecemos seu comentário e visita. Concordo com vc, este conto do Frederico é muito bom!
    Abraços,
    Natanael Lima Jr
    Editor

    ResponderExcluir
  3. É o seu conto de estréia ? Parabens, amigo Frederico. Vida longa para a sua prosa ! Vamos comemorar.

    ResponderExcluir

  • a literatura em sua rede

    ano IV


Editores: Frederico Spencer, Natanael Lima Jr e Thiago Lima