terça-feira, 28 de novembro de 2000


TYRTEU ROCHA VIANNA

(São Francisco de Assis/RS, 28/11/1898 – Alegrete/RS, 21/09/1963)


Poeta. Foi considerado como um dos maiores modernistas do século XX do Rio Grande do Sul. Publicou apenas um único livro “Saco de Viagem” em 1928 que tem características formais cubistas e futuristas, além de referências à obra de Oswald de Andrade, explorando também o humor do Modernismo brasileiro. Foi pioneiro do radioamadorismo pelos idos dos anos de 1925 no Rio Grande do Sul.


Mau hábito*

Em que lugar que mora a Mãe d'Água mamãe
É lá na fonte da vovó
Como é que ela é
É uma mulher bonita de cabelo verde
Corpo de peixe vestida de estrelas rabuda
Por que é que eu não vejo ela 
É porque ela não se mostra aos meninos
Que tiram ranho do nariz com os dedos
E durante todo o tempo em que
Eu podia crer na vida da Mãe d'Água
O meu nariz foi o único culpado
Dela não ter me aparecido

*Em "Vontade de versos futuristas", primeira parte de "Saco de Viagem", 1928



0 comentários:

Postar um comentário

  • a literatura em sua rede

    ano IV


Editores: Frederico Spencer, Natanael Lima Jr e Thiago Lima