Conto da Semana

O sobrevivente (conto) de Marco Polo Guimarães

Foto: Divulgação

 Era índio e tinha um poder escuro: quebrava pequenos ramos verdes, girava-os entre os dedos e eles subitamente murchavam. Os estudantes adoravam. Ele trocava cada exibição por uma lapada de cachaça.
Era um índio magro, envelhecido antes do tempo e com uma cara cínica. De todo um mundo de magia tinha retido apenas aquele dom negativo. Escuro com seus olhos sem fundo.

*Transcrito do livro Autópsia do Bípede

Postar um comentário

0 Comentários